Blog

A Saúde do Trabalhador na Hora de se Alimentar. A Marmita de Plástico no Micro-Ondas

A Saúde do Trabalhador na Hora de se Alimentar. A Marmita de Plástico no Micro-Ondas

Usar recipiente de plástico para esquentar comida no micro-ondas faz mal?

Todos nós sabemos da praticidade dos potes de plástico para armazenamento de alimentos na hora de transportá-los, especialmente para o trabalho. Mas o problema é que eles são usados também para aquecer a comida no micro-ondas, e é aí que reside o problema: segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o plástico solta substâncias que são nocivas à saúde e uma delas é a Dioxina, que pode causar câncer.

A dioxina é um composto orgânico incolor e inodoro. É um subproduto espontâneo resultante de fenômenos e desastres naturais como a atividade vulcânica e os incêndios florestais, assim como da atividade do homem (indústria de plásticos, incineração, branqueador de papel e escapamento de gases de automóvel).

Qualquer plástico pode conter dioxina, desde brinquedos a garrafas PET. Porém, em condições normais de temperatura, o composto não é liberado.
Segundo nota técnica do Inca sobre a substância, emitida em 2013, a dioxina se acumula no tecido gorduroso de animais e todos os estudos realizados com eles têm revelado o potencial cancerígeno do composto, mesmo em baixas doses.


Outra substância que pode ser encontrada nos plásticos é o bisfenol-A ou BPA, substância que, de maneira geral, desequilibra o sistema endócrino, modificando o sistema hormonal. Por causa desses efeitos, o BPA passou a ser proibido em mamadeiras e limitado a determinados níveis em outros tipos de materiais.

Vasilhas de vidro
O melhor é transferir a comida para vasilhas de vidro que suportem o calor. Essa cautela se aplica também para as bandejas de espuma.Tal cuidado é simples e pode evitar danos sérios à saúde.

Plásticos próprios para micro-ondas
Os fundos das embalagens e potes plásticos trazem indicações sobre sua fabricação e possíveis componentes usados. Geralmente há pequenos números que passam despercebidos, mas revelam se há algo a ser evitado.
Pare evitar danos à saúde, é aconselhável conferir no fundo do recipiente plástico o número de reciclagem que vem marcado dentro de um triângulo. Se estiver marcado com os números 1, 2, 4 ou 5 significa que o pote plástico não contêm BPA, mas não está livre de outros produtos químicos. Se estiver marcado o número 7, é melhor desfazer desses potes, pois significa que provavelmente contém BPA.
Além de conferir o número marcado, é importante ver se o pote possui o símbolo de copo e garfo no fundo, que significa que o material é apto a ter contato com alimentos.

Numeração dos plásticos

• Os plásticos que marcam “1” na etiqueta de reciclagem devem ser reutilizados.

• Os plásticos teoricamente mais seguros para a saúde são rotulados com “2”, “4” ou “5”.


• Os plásticos marcados com o número “3” podem liberar BPA e ftalatos. Os Ftalatos são produtos químicos utilizados como aditivos para plásticos a fim de torná-los mais maleáveis. Sua presença em altos níveis no organismo de adultos altera o nível de hormônios da tiroide na corrente sanguínea.


• Os plásticos marcados com o número “6” são fabricados com poliestireno (PS) e recomenda-se precaução porque o estireno é um produto químico potencialmente tóxico.


• Os plásticos marcados com o número “7” emitem Bisfenol A (BPA) contaminando o conteúdo do recipiente. Por isso, você deve evitá-lo completamente.

Fontes:https://www.dicasdemulher.com.br/fique-atenta-aos-potes-pl…/
https://chicosantanna.wordpress.com/…/inca-adverte-aquecer…/
http://blogs.odiario.com/…/o-numero-nas-embalagens-plastic…/

Solicite um Orçamento: (11) 99861-0695