Blog

Brumadinho: PF indicia funcionários por falsidade ideológica e uso de documentação falsa

Brumadinho: PF indicia funcionários por falsidade ideológica e uso de documentação falsa

Polícia Federal Indicia Treze Funcionários da VALE e da TÜV SÜD na Tragédia de Brumadinho por Falsidade Ideológica e Documentos Falsos

A Polícia Federal indiciou na noite dessa quinta-feira treze funcionários da mineradora Vale e da TÜV SÜD, empresa responsável pelos laudos de segurança da barragem, por crime de falsidade ideológica e por uso de documentos falsos na tragédia de Brumadinho, ocorrida em 25 de janeiro deste ano, considerada a maior tragédia ambiental da história, deixando 249 mortos e 21 desaparecidos.


De acordo com o delegado do caso, Luiz Augusto Pessoa Nogueira, estudos apontaram que os funcionários tinham conhecimento sobre a falta de segurança da barragem do Córrego do Feijão. O valor do bônus pago a estes funcionários era calculado considerando-se o nível de segurança das barragens: quanto menor o nível, menor os bônus.


O crime de falsidade ideológica ocorreu quando os funcionários das duas empresas elaboraram contratos com informações falsas a respeito da segurança da barragem, permitindo o seu funcionamento mesmo contra os critérios de segurança adotados pela própria Vale e por padrões internacionais.


Espera-se, com o término das investigações, apontar uma possível causa para o rompimento da estrutura da barragem em Brumadinho e determinar a responsabilidade criminal, individualizada dos envolvidos e suas respectivas penas nesses tipos de crimes.


O inquérito ainda deverá fazer novos indiciamentos e aguardar a conclusão dos peritos sobre os crimes ambientais e os de homicídio.


A TÜV SÜD até o momento não se manifestou, e a Vale quer conhecer detalhadamente o teor do relatório da PF para depois se pronunciar.

Solicite um Orçamento: (11) 99861-0695